As melhores estratégias de Inbound Marketing de 2021

Conheça as melhores táticas para turbinar seu marketing na internet ainda este ano

Em um mercado cada vez mais digital, o Inbound Marketing é atualmente uma das principais formas de se fazer bons negócios na internet.

Segundo uma pesquisa divulgada pelo HubSpot, 76% dos especialistas usam o Inbound Marketing como sua principal estratégia.

Isso porque ela é a grande responsável por atrair visitantes para um site e os guiar até que se tornem clientes.

O Inbound Marketing também faz com que as tomadas de decisões sejam sempre baseadas em dados, tornando a criação de conteúdo mais assertiva.

Ter a visibilidade sobre quanto suas ações estão dando resultado e onde você poderá melhorá-las é um dos objetivos desta estratégia que promete alavancar negócios nos próximos anos.

Se você quer saber como fazer isso, continue lendo este artigo pois ainda dá tempo de aplicar o Inbound Marketing em seu negócio ainda este ano!

O que é Inbound Marketing 

O Inbound Marketing é um conjunto de práticas pensadas para atrair o interesse de potenciais clientes para um website com o objetivo de convertê-los em clientes.

Segundo a pesquisa do HubSpot, 66% das empresas veem como prioridade o aumento do tráfego orgânico, trazidos pelas estratégias de SEO.

Seguido de artigos para blog, com 60% e melhora na distribuição do conteúdo em terceiro lugar com 50%.

Mas, você deve estar se perguntando: porque isso é tão importante? Bom, quando você consegue trazer um novo visitante para seu site, você abre uma janela de oportunidades para fazer negócios com ele.

Se o conteúdo for bom o suficiente para convencer este usuário a fornecer o e-mail, já é meio caminho andado, pois é com esta lista de e-mails, também chamada de LEAD, que podemos executar diversas estratégias ao longo da jornada de compra deste potencial cliente.

Com o Inbound Marketing, dados como idade, gênero e localização são usados de forma inteligente para criar novas formas de abordagem visando a conversão, ou seja, a venda do seu serviço ou produto final.

Entretanto, a mesma pesquisa revelou que 68% dos clientes preferem fazer suas próprias pesquisas na internet em busca de produtos ou serviços ao invés de receber uma oferta ou ser procurado por algum representante comercial, mostrando a importância de focar neste tipo de estratégia para conseguir novas vendas.

A ideia do Inbound Marketing é se conectar com pessoas que já estão preparadas para receber o seu produto ou serviço e despertar nelas o interesse em saber mais sobre ele.

Ou seja, o Inbound Marketing ajuda o cliente a identificar o problema e mostra o seu produto ou serviço como solução.

A importância do Inbound Marketing 

Na sociedade fluída que presenciamos atualmente, é importante estar sempre atualizado sobre novas formas de abordagem do Inbound Marketing.

Sempre nos deparamos com uma nova trend nas redes sociais ou assuntos do momento em que podemos pegar uma carona e criar conteúdos que vão atrair novos potenciais clientes.

Quem iria imaginar que o aplicativo chinês TikTok iria explodir e alcançar milhões de seguidores ao redor do mundo em poucos meses.

Hoje é uma das principais plataformas de interação social e as empresas que perceberam isso, já estão criando conteúdo por lá para atrair novos seguidores e consequentemente, novos clientes. 

Como veremos mais adiante, as redes sociais também são muito utilizadas nas estratégias de Inbound Marketing, pois elas se tornaram um forte ponto de contato com o público.

Mas nem só de conteúdo que se vive o Inbound Marketing, suas estratégias são baseadas em dados mensuráveis como taxas de conversão e ROI. Sempre com o objetivo de fazer a receita da empresa crescer.

Mas antes de chegarmos às melhores estratégias de Inbound Marketing de 2021, é necessário explicar melhor sobre a jornada do cliente.

Jornada do cliente: do funil de vendas ao FlyWheel

A teoria apresentada em 2018 por Brian Halligan, co-fundador do HubSpot, uma das maiores plataformas de marketing do mundo, está sendo cada vez mais utilizada pelas empresas.

Especialistas acreditam que o FlyWheel irá substituir o funil de vendas nos próximos anos, porque, ao invés de formato decrescente – apresentado no funil – o FlyWheel tem formato circular, mostrando que o processo de atração até a conversão do cliente é um ciclo sem fim e não acaba com a venda.

Neste caso, o FlyWheel tem as fases: atração, engajamento e experiência do usuário. Focando na última etapa que representa a vida útil do cliente em contato com seu produto ou serviço – que é indeterminado, com possibilidade de novas compras ao longo de todo o período.

De acordo com o FlyWheel, é a forma com que você se relaciona com seu cliente que vai definir o sucesso das suas estratégias de Inbound Marketing.

Oferecer uma experiência incrível, além de fidelizar, vai fazer com que seu negócio seja recomendado, trazendo mais clientes e, assim, repetindo o ciclo numa numa roda sem fim.

Ao focar na etapa da experiência você consegue atrair e ao mesmo tempo manter o cliente por perto.

Desta forma, incorporar a Flywheel em suas estratégias de Inbound Marketing promete acelerar o crescimento do seu negócio nos próximos anos.

Melhores estratégias de Inbound Marketing

A primeira fase do Inbound Marketing é atrair potenciais clientes para seu website ou e-commerce e isso pode ser feito de várias formas.

Seja através de conteúdo nas redes sociais, Landing Pages, e-mail marketing ou mesmo campanhas no Google ADS. 

É possível inclusive trazer novos visitantes por meio de ações de Outbound Marketing. Por exemplo, você pode introduzir um comercial na televisão ou um anúncio em uma revista do seu nicho.

A partir do momento que você despertou o interesse da Persona em conhecer mais o seu produto ou serviço, ela entra em no Funil (ou FlyWheel) da sua estratégia de Inbound Marketing.

Saiba exatamente como prosseguir com seus clientes a partir deste momento com as melhores estratégias de Inbound Marketing de 2021 que, segundo pesquisas, são:

  1. Fazer uma auditoria SEO

A primeira impressão é a que fica! Um estudo revelou que 47% dos usuários consomem de três a quatro conteúdos de um site antes de decidir comprar alguma coisa. 

Um dos principais motivos para fazer uma auditoria completa do seu site para entender o que está dando certo e o que não está.

Existem plataformas específicas que fazem praticamente todo o trabalho de auditoria sozinhas, emitindo relatórios completos como o Sem Rush, por exemplo. Mas você consegue fazer isso também pelo Google Analytics e de forma totalmente gratuita.

É preciso observar os artigos que trazem bom desempenho de tráfego orgânico para entender porque eles despertam mais o interesse dos usuários e quais palavras-chave relacionadas podem ser exploradas para aumentar o número de visitantes.

Isso também ajuda na criação de pautas para o desenvolvimento de novos artigos baseados em SEO, melhorando sua estratégia de conteúdo orgânico.

Lembre-se que uma boa estratégia de SEO, deve conter pelo menos:

  • Linkbuilding
  • Ser responsivo para dispositivos móveis e desktop
  • Uma palavra-chave em foco
  • Um bom título
  • Meta-description
  • Imagens com ALT text
  • CTA – call to action

No Inbound Marketing se trabalha com dados e ter KPI’s bem definidos é fundamental para obter sucesso, mas isso não exclui a importância do bom conteúdo baseado em relevância e qualidade.

Não adianta escrever artigos excepcionais em técnicas de SEO mas que não tragam nenhuma informação de valor ao usuário.

Entender como o conteúdo do seu site desempenha hoje vai te dar uma ideia clara de como as estratégias de Inbound Marketing estão impactando seus resultados. Com este entendimento, será possível trabalhar em melhores ações de SEO, conteúdo e até mesmo experiência do cliente com seu site.

Esta análise mais detalhada também deve ser aplicada às suas campanhas pagas, quando houver, para avaliar o que tem trazido tráfego para seu site e o que pode ser simplesmente descartado para que os recursos sejam investidos em ações que realmente aumentarão as chances de trazer novos leads para seu negócio.

  1. Conheça seu público

Uma boa estratégia de Inbound Marketing é baseada em um profundo conhecimento da sua persona, e se você ainda não tem uma definida, está mais do que na hora de começar a trabalhar nisso.

A persona é o seu perfil ideal de cliente, com ela você consegue entender seus gostos, hábitos e comportamento. Ela é fundamental para executar ações que vão despertar o interesse dos seus potenciais clientes e trazê-los para seu FlyWheel de forma mais sutil e natural.

Ao ter essas informações, você consegue prever os próximos passos do seu cliente na jornada de compra e desenvolver conteúdos mais personalizados, que vão direto nas dores dessas pessoas.

O mais importante disso tudo é que as ações se tornam mais orgânicas, o cliente não fica com a sensação de que está sendo forçado a comprar alguma coisa, porque ele realmente não está!

Ele se sente compreendido e que aquele produto/serviço/empresa, fala a mesma língua que ele. Fazer com que sua persona se sinta acolhida e ouvida é um dos pontos mais altos de uma ação de Inbound Marketing bem sucedida.

O que são Personas?

Personas são personagens semi-ficcionais que representam o seu cliente ideal. Eles são criados a partir de pesquisas reais feitas com questionários e dados demográficos do seu nicho de atuação e devem conter informações detalhadas sobre sua personalidade, gostos pessoais e hábitos. 

As Personas são uma evolução do público-alvo pois trazem mais pessoalidade aos potenciais clientes e tornam a produção de conteúdo mais personalizada.

  1. Tudo começa com um bom site

O mundo é digital e praticamente qualquer tipo de transação hoje pode ser feita pela internet. Seja uma simples conversa com um amigo, uma compra online ou até mesmo um mestrado acadêmico, o fato é que as pessoas usam a internet para tudo.

Então para que suas estratégias de Inbound Marketing sejam eficientes, a principal ferramenta de trabalho precisa ser impecável – estamos falando do seu website.

O site é o ponto de contato mais importante com o cliente, quando falamos em Inbound Marketing, e se ele não funciona bem, dificilmente outras ações terão o resultado esperado em seu negócio.

Com o aumento do uso de dispositivos móveis para navegação na internet é essencial que seja responsivo e adeque o layout para celulares e tablets. 

As pessoas simplesmente não confiam em sites e aplicativos que travam, principalmente se houver a necessidade de inserir dados sensíveis como informações de cartões de crédito, por exemplo.

Por isso, além de ter um webdesign responsivo, o seu site precisa de um bom desempenho de velocidade.

Uma das novas diretrizes do Google Search Console leva em consideração o tempo de carregamento das páginas para mostrar os resultados de pesquisa orgânica, e isso impacta diretamente em seu tráfego, podendo simplesmente destruir seu rankeamento.

Além disso, os usuários costumam desistir de acessar sites que demoram muito para carregar, fechando a janela e partindo para o próximo resultado sem pensar duas vezes.

O Google entende isso como “taxa de rejeição” e adivinhe: quanto maior a sua taxa de rejeição, mais penalizado o seu domínio será e menos chances você tem de aparecer na primeira página dos resultados de pesquisa.

  1. Conteúdo de valor

Não adianta criar conteúdo recheados de palavras-chave, mas que em sua essência não traz nenhum tipo de informação relevante para o leitor. Ou pior, não cumpre o que promete no título e a argumentação é só mais do mesmo.

Tanto o comportamento dos visitantes quanto os mecanismos inteligentes são capazes de identificar um bom conteúdo e isso é o que trará realmente pessoas interessadas até você.

Tornar-se referência em determinado assunto fará com que seu site seja cada vez mais exibido nas primeiras páginas e isso só pode ser conquistado se você tiver realmente um bom conteúdo.

Invista em bons redatores e se não tiver dinheiro para isso agora, faça você mesmo artigos que contenham dados e informações relevantes para sua persona. O reconhecimento do seu conteúdo como confiável já é meio caminho andado para converter aquele visitante em cliente.

Que tipo de conteúdo criar para converter?

Com o Inbound Marketing bem estruturado é possível criar artigos e landing pages focadas em sua persona, voltadas para seu nicho de atuação e com propósitos bem definidos de acordo com o estágio do visitante em seu funil de vendas: atrair, educar ou converter.

Nada será criado de forma aleatória, baseado em dados e KPI’s, seu conteúdo é uma ferramenta para rodar a engrenagem do negócio.

E não precisa ficar só em artigos ou materiais escritos, outros formatos que também devem fazer parte da sua estratégia de Inbound Marketing são:

  • E-books
  • Cursos ou aulas demonstrativas
  • E-mail marketing
  • Redes Sociais
  • Webinars
  • Podcasts
  • Infográficos
  • Estudos de caso
  1. O poder das redes sociais

Já há algum tempo as redes sociais deixaram de ser um espaço apenas para entretenimento entre amigos e se tornaram uma verdadeira máquina de fazer negócios.

No Inbound Marketing elas são usadas de forma estratégica para potencializar a visualização de seus conteúdos e, consequentemente, o seu tráfego orgânico.

Um estudo da HubSpot realizado com empresas de diversos países, mostrou que 44% delas pretendem aplicar mais esforços nas redes sociais nos próximos anos.

Questionados sobre suas prioridades, a produção de conteúdo para atrair tráfego orgânico ficou em segundo lugar com 41% de intenção e, em terceiro, as estratégias de SEO, com 37%.

Uma presença forte nas redes sociais é capaz de transportar os seguidores para seu site em busca de mais informações sobre determinado produto ou serviço.

Elas são uma excelente ferramenta para se manter conectado com o público independente do estágio do Funil de Vendas que ele esteja e não apenas para se posicionar e divulgar o seu negócio, mas também para entender melhor suas preferências e interesses.

Redes Sociais e os Influencers

O trabalho com as redes sociais também inclui o marketing de influência, ou seja, encontrar influenciadores digitais que tenham público semelhante ao do seu negócio para parceria de conteúdo.

Esta é uma das estratégias de Inbound Marketing que tem elevado pequenos negócios a outros patamares, já que muitos influenciadores aceitam permutas como forma de pagamento, o que significa que você não precisa ser uma empresa extremamente bem-sucedida para executar este tipo de projeto.

Com certeza haverá um trabalho minucioso de divulgação e aumento de seguidores orgânicos para suas redes, mas os resultados valem muito a pena!

  1. Landing Pages

Com certeza você já ouviu o termo Landing Page por aí e quando falamos em Inbound Marketing elas certamente não podem ficar de fora. Mas, afinal de contas, o que são as Landing Pages? 

Em tradução literal, Landing Pages significam “páginas soltas” e é um termo do marketing para se referir às páginas de entrada de visitantes do seu site.

As Landing Pages são construídas com um objetivo: levar o potencial cliente a um próximo passo. 

Por isso, é extremamente importante que ela seja objetiva, atraente e leve o usuário a tomar algum tipo de ação, como clicar em um botão ou inserir o e-mail, por exemplo.

A melhor forma de conseguir isso é usando o copywriter para desenvolver o conteúdo. Depoimentos de clientes satisfeitos também são bem-vindos e, claro, que não pode faltar o CTA (Cal To Action), que são botões e/ou links que levam o usuário para tomar uma ação: clicar!

Para que converta, uma Landing Page precisa ser objetiva e persuasiva, ela precisa mostrar em poucas palavras o porquê o visitante deve clicar naquele botão ou fornecer uma informação tão valiosa para seu negócio, como seu endereço de e-mail.

Uma forma muito eficiente de fazer isso em Landing Pages é oferecer materiais exclusivos e gratuitos, como um e-book ou tutorial em vídeo com link restrito para os inscritos, por exemplo.

  1. E-mail Marketing

Quem pensou que ele estava morto, se enganou! O e-mail marketing continua vivo e dando excelentes resultados para o Inbound Marketing

De acordo com o site Viver de Blog, 92% dos usuários de internet possuem no mínimo uma conta de e-mail, deste percentual 72% checam a caixa de entrada pelo menos 6x ou mais ao dia. Isso mostra que existe uma grande janela de oportunidade para contatar seus potenciais clientes por meio desta ferramenta.

Certamente, as campanhas de e-mail marketing vem sofrendo alterações ao longo dos anos e conteúdos com muito “mersham” acabam sendo deletados ou marcados como spam. 

Entretanto, se souber utilizar esta ferramenta com sabedoria, o e-mail marketing pode potencializar a sua estratégia de Inbound Marketing

Uma dica é criar conteúdos interessantes para as mensagens, com títulos impossíveis de não serem abertos. Você também precisa convencer o usuário, logo nas primeiras linhas, a continuar lendo.

É essencial que este conteúdo seja voltado ao público-alvo que se deseja alcançar, se a pessoa forneceu o e-mail pois estava interessada em um e-book de receitas, não faz o menor sentido inseri-la na lista de disparo para um curso de música, entende?

Ter coerência entre os reais interesses do seu lead, teor das mensagens e frequência de envio é que vai definir o verdadeiro sucesso desta estratégia.

  1. Continue testando

Independente de qual estratégia for utilizada – melhor que seja todas – é preciso continuar a testar e entender o que deu certo e o que precisa ser revisto.

O Inbound Marketing é baseado em dados e, para isso, o monitoramento através de ferramentas como SemRush e Analytics é essencial. 

Quando você entende o que engaja e o que só está te fazendo perder tempo e dinheiro, é possível otimizar sua estratégia e ficar mais perto de alcançar os KPI’s do negócio.

Redesenhar estratégias de Inbound Marketing jamais devem ser vistas como fracasso pois elas são, na verdade, um indicador de que você está fazendo a coisa certa: tomando decisões baseadas em informações sólidas.

Você também deve utilizar os testes A/B que podem ser feitos gratuitamente com a ferramenta Google Optimize, por exemplo. Com ela, é possível alterar o layout do seu site, trocar a posição e cores de botões CTA, box de informações, entre outros.

Tudo isso para identificar qual formato é mais atrativo e leva os visitantes a tomarem as ações que você planejou dentro do seu site.

Vinicius Passos

Vinicius Passos

Bacharel em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda. Atuo na área há doze anos desenvolvendo estratégias de marketing e gerenciando projetos para clientes com metas agressivas, gerando vendas e novas oportunidades de negócios.

Comentários

Comentários

Posts relacionados

Últimos posts